quinta-feira, 31 de março de 2011

Entendendo nosso corpo - Anatomia do Quadril

Componente da pelve (estrutura em forma de bacia).

O quadril é a articulação proximal (que aproxima da linha média do corpo) do membro inferior que une o fêmur à pelve. Geralmente não é possível identificá-lo com precisão, pois encontra-se em meio a grandes massas musculares, o que o torna dificilmente perceptível.

Tem como principal função suportar o peso, equilibrar o corpo em posturas estáticas (de pé) e dinâmicas (caminhando, correndo ou dançando), proteger o sistema reprodutor (no caso das mulheres: 
 os dois ovários, duas tubas uterinas -trompas de Falópio-, útero,  vagina e vulva) e a parte inferior do sistema digestivo .Sua estabilidade e força de sua musculatura são necessárias para que um indivíduo se mantenha em pé e para que ande. Porém numerosas técnicas corporais requerem uma grande amplitude de movimentos do quadril.
Particularmente movimentos ligados à Dança do Ventre contam com alguns auxiliares diretamente ligados a ele. 

Agora, vejamos alguns nomes técnicos que compõem o quadril, sua localização, seus auxiliares, e seguindo nosso estudo poderemos seguramente explorar sua mecânica. No entanto daremos enfoque apenas aos ossos que usamos mais freqüentemente. 


Auxiliares do quadril: fêmur, joelho e coluna vertebral. Esta última se subdivide em 3 partes: 7 cervicais, 12 torácicas e 5 lombares. As lombares nesse caso são as auxiliares diretas.
Compõem o quadril: osso ilíaco que se subdivide em crista-ilíaca e espinha-ilíaca; acetábulo, sacro, cócci, osso pélvico e a rede muscular pubococcígea ou músculo PC.

OBS: Quanto mais a bailarina manter os joelhos soltos, relaxados, melhor será a movimentação do quadril. Anatomicamente falando, joelho, fêmur e quadril estão interligados.

Um comentário:

  1. ótimas informações para quem está iniciando nesta arte.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, testemunho ou crítica construtiva!

Flickr

Search box

About Author

Footer