Ahlan! Marhaban! Olá! Bem-vindo!
Participe das enquetes!

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Vamos Esclarecer uma Coisa Sobre Gordas x Magras!


    
   Um dos maiores mitos relacionados a Dança do Ventre é a velha questão de qual o BIOTIPO PERFEITO para essa modalidade. Devo dizer também que é um dos mais irritantes, pois é o que mais gera perguntas por parte dos leigos ou das alunas iniciantes.
          Minhas queridas, o que eu digo sempre é o seguinte: Você gosta de dançar? Ama a si própria? Ama dança? Está disposta a aprender sobre algo que é diferente e interessante? Reparem que eu não perguntei qual a sua altura, seu peso e nem quanto calça. Está tudo relacionado ao seu ESTADO DE ESPÍRITO. A nossa dança, pelo menos no meu entendimento, leva muito mais em conta a sua carga emocional do que a sua barriga sobressalente. Não é necessário emagrecer ou engordar para começar a praticar esse exercício. 
          A bailarina de dança do ventre que saiba utilizar as técnicas aprendidas em aula, simpática e desinibida, que deseja mostrar ao público como se sente, será mil vezes mais ENCANTADORA do que aquela que quer dançar logo pois acha que já sabe tudo, que não mostra sua personalidade na dança, que não cativa os que estão assistindo. Isso independente dela ser gorda ou magra.
          O que acontece depois que a pessoa inicia na arte da Dança do Ventre é outra coisa. A visão que a bailarina tem sobre seu corpo e sobre sua persona pode mudar e muito ao se ver dançando. É a partir daí que alguém começa a considerar se a barriga está muito mole, se o abdômen rígido não deixa fazer os movimentos sinuosos com facilidade, se a bunda está muito grande, se o peito é pequeno etc etc etc.
           Todas as pessoas que estão lendo este texto já viram vídeos de lindas bailarinas brasileiras ou não. Elas tem um esteriótipo: cabelos longos, abdômen e ventre modelados, braços e pernas levemente torneados, cintura fina e quadril largo. São lindas! As dançarinas dessa modalidade são bem conhecidas por esses aspectos físicos. E qualquer mulher que queira, pode chegar a esse ponto. Ou ao ponto em que (se) achar melhor.
          
           Então, minhas caras, pensem um pouco nisso. Nem todas nós entramos nas aulas com o "corpo perfeito", mas de acordo com nosso estado de espírito e senso de autocrítica desenvolvido ao longo do curso, vamos acabar chegando no nosso BIOTIPO PERFEITO.






E Solta o Quadril!!!
  
Autoria de: Ana Paula Mesquita

5 comentários:

  1. Todas tem o seu charme, e esteriotipar charme é impossível. E, cá entre nós, qualquer mulher que saiba dançar essa dança linda se torna, de qualquer forma, mais atraente...
    Fikdik hehe

    ResponderExcluir
  2. TOtalmente errada essa ideia de que tem que ser linda e gostosa, com o corpo perfeito pra poder dançar.
    Tem uma dançarina bem gordinha que dança muiiiiiiiiito, so nao sei o nome dela....
    A sensualidade faz parte da dança... e mesmo as mais timidas e envergonhadas conseguem colocar o seu lado "mulher gato" pra fora na hora da dança, basta ter o icentivo certo.
    As roupas sao decotadas, claro que sao, mas isso pode ser ajustado, como a Claudinha mesmo fez tapando a barriga com um tecido semi transparente na apresentação....
    E a roupa de dança do ventre nao e apenas um modelo... existem varios, procurando direitinho uma menina que se acha "feia" ou "barriguda" consegue achar um modelo que valorize as suas melhores formas
    To adorando o blog!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!! Amei o seu blog!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns também amei o blog, sempre me falaram que eu tinha que ser gordinha pra dançar pq é mais facil.....também acho que o importante é vc amar a dança e se dedicar MUITO

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito das suas ideias.
    Me lembrei de qando comecei a fazer dança, naquele momento era gordinha, e passei a me achar linda. Foi muito bom.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, testemunho ou crítica construtiva!

Flickr

Search box

About Author

Footer